Brasilândia do Sul é destaque no combate a dengue em campanha realizada pelo SESC


=Brasilândia do Sul é destaque no combate a dengue em campanha realizada pelo SESC
Brasilândia do Sul é destaque no combate a dengue em campanha realizada pelo SESC
Reinventar foi a palavra encontrada pelo Serviço Social do Comércio (SESC) de Toledo durante a pandemia do novo corona vírus. Uma das ações realizadas nesse período foi a Campanha Digital de Combate à Dengue, “Aqui o mosquito não entra”, desenvolvida na área de ação de Toledo, que engloba Brasilândia do Sul. Dos dez municípios que participaram da campanha, Brasilândia do Sul ficou em segundo lugar e recebeu na tarde de terça-feira um troféu como reconhecimento pelo esforço dos profissionais da Saúde na eliminação de focos do aedes aegypti. O troféu foi entregue ao prefeito, Alex Cavalcante e ao agente de endemias Aparecido Júlio Saraiva, pela técnica em Saúde do SESC, Georgett Ribeiro Zancanaro e pelo gerente em exercício do SESC em Toledo, Fernando Turin. No ato, que foi realizado no gabinete do Paço Municipal, Aparecido representou os demais agentes que são: Alcides Macedo de Oliveira, Juarez Almeida e Eugênio Cipriano da Cruz. Participaram da entrega do prêmio a primeira dama e secretária de Assistência Social, Leila Cavalcante; a secretária de Saúde, Alethéia Busch e o diretor de Vigilância em Saúde, Alex Nascimento.
Índice zero
Além do prêmio conquistado pela eliminação de focos da dengue, Brasilândia do Sul, até como consequência do trabalho dos agentes de endemias, comemora o resultado do levantamento de índice de amostras do aedes aegypti que ficou em zero no mês de julho de 2021, após inspeção em quase 200 imóveis no Município. “Há pelo menos 14 anos, não era registrado um resultado como esse, e isso graças ao empenho dos nossos agentes e a conscientização da população. Estamos felizes pelas duas conquistas: o prêmio regional e o índice zero no mês passado em relação a focos na cidade”, comemorou o prefeito Alex Cavalcante, que se demonstrou satisfeito com a equipe da Saúde diante dos resultados expressivos.


Mais notícias